Pular para o conteúdo principal

Trabalhar e Estudar na Argentina: é possível?

 
Sei que ando super sumida e que muitos têm me escrito para atualizar o blog e mandar muitas informações de como anda a vida por aqui. Bom, fiz esse post, um pouco para justificar minha ausencia mas, também para aproveitar essa minha falta de tempo e relatar, mais uma vez, minha experiência.

Como acredito que todos sabem, com o blog, surgiu a assessoria aos estudantes que queiram vir a Buenos Aires. Essa assessoria atendia somente ao Brasil e, agora, atendemos a toda Latino América. Bom, essa é uma história muito longa para explicar e eu vim para falar de outra coisa.

Com a assessoria, meu tempo ficou super restrito porque decidi fazer um trabalho diferenciado, que dá muito mais atenção aos estudantes e isso requer muito, muito, muito trabalho. Maaaas, isso fez com que eu dividisse meu tempo entre a faculdade e o trabalho.

E aí vem a pergunta: é possível trabalhar e estudar? E eu posso dividir a resposta a essa pergunta em muitas partes.

Trabalhar: quantas horas?
Estudar: que curso?
Ponto importante: Preciso?

Acredito que pensar nessas 3 perguntas é fundamental para que você possa tomar uma decisão acertada que faça com que sua estadia, em Buenos Aires, dure o tempo que você tem planejado e o trabalho não seja um empecilho.

Trabalhar 8 horas, requer o estudo de um curso curto, que não exige muito de você. Pois pense que o dia tem 24, você precisa dormir 8, gasta umas 2 ou 3 horas entre comer e tomar banho (e outras coisinhas pessoais), trabalha 8 horas e leva um tempo dentro do onibus. Bom, aíííí, já acabou seu tempo e sua sanidade mental (FATO!).
Beeem, verdade! kkkkkkkkkkkk

 Conclusão (na minha opinião): trabalhar 8 horas e estudar Medicina é bastante complicado, eu diria que impossível. Porque, se  bem a UBA não tem vestibular, é bastante puxada e vai exigir até seu ultimo fio de perna não depilada porque estuda, fica louco e não tem tempo para nada.

Se você, realmente, precisa trabalhar e realizar o sonho ao mesmo tempo. Recomendo um trabalho de, no maximo, 6 horas, com folgas e uma perfeita organização de seu tempo porque você vai precisar.

 Seu tempo não vai dar para uma vida social de qualidade, você não vai estar atualizado de tudo que acontece no Brasil e no mundo. Mas vai entender bem de processos fisiologicos, embriologicos, anatomia e otras cositas da Medicina.

Eu trabalho 8 horas e posso garantir que só faço isso porque, realmente, preciso. Sem meu trabalho, não tenho como seguir meu sonho e não posso deixar as pessoas que confiam em mim, todos os dias, sem respostas.


Espero que esse post sirva de base para a realização do sonho de cada um. Contem comigo!
Se você tiver qualquer dúdvida, me escreeve ou deixa uma mensagem aqui. Demora um pouquinho, mas eu respondo!

E-mail: contato@exito-assessoria.com

Sempre hábraços! E eu sigo aqui:

Comentários

  1. comecei o cbc em 2013 cancelei tive que voltar ao brasil nao conheço ninquem em buenos aires estou voltando em julho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raimundo, tudo bem? Muito obrigada por escrever!
      Que maravilha que você está voltando. Olha, hoje, tem muito mais brasileiros que em 2013, viu? Nem se preocupe em ficar só que isso não vai acontecer. Você vai conhecer muita gente, rapidinho!
      Qualquer dúvida, pode me escrever!
      Abraços!
      Martha

      Excluir
  2. Estou indo estudar Medicina em 2018, provável que tenha que trabalhar 8 horas por dia, adimito ter ficado um pouco assustado após ler seu post, mas creio que vou conseguir, como vc. Alguma dica pra me dar? É possível mesmo conciliar os 2? Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anonimo, tudo bem?
      Não é para assustar, é somente para alertar. Quando trabalhamos, temos que ter muito mais disciplina e organização de que quem não trabalha. Temos qUe aceitar nossos limites e nos perdoar por cansar. Eu penso que é muito mais complicado trabalhar e estudar, em qualquer curso, mas essa é minha experiência com a UBA, eu me canso muito e se perco uma matéria, dou prioridade ao trabalho porque é o que me mantem. Esse post é para que as pessoas entendam que é sacrificada a vida quando se trabalha e estuda, mas é possível. Não se assuste, se organize, seja disciplinado.

      Pode contar comigo!
      Abraços!

      Martha Tavares

      Excluir
  3. Oi Martha, tudo bem?

    Quero cursar direito na UBA, mas vou precisar de um trabalho de 8 horas para me manter (Sem paitrocínio hehehe). Você acha que é possível? Fiz várias pesquisas sobre os horários da faculdade porque me falaram que é diferente dos do Brasil, mas tive muita dificuldade em encontrar respostas. Você alguma tem ideia? Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo, tudo bem? olha só, a faculdade é por turnos. Você quem escolhe: manhã, tarde ou noite. E se você me permite sugerir, o ideal é juntar um dinheiro para, pelos menos, 3 meses de manutenção até você aprender bem o espanhol e poder ter um trabalho que te dê o suporte que você vai necessitar aqui.

      Abraços! :*

      Excluir
  4. Martha... Obrigado pelo post... Esse é meu maior medo de buscar o sonho na Argentina... O segundo maior é a inflação galopante... Sabe se a UNR permite escolha de turnos como a UBA? Vc trabalha de dia e a tarde e estuda no período noturno? É muito difícil para brasileiros arrumarem emprego nesse período de 3/4 meses? O que se ganha é suficiente para viver em BsAs? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Todas as universidades, na Argentina, se pode escolher o turno. Se você trabalha, eles adequam seu turno ao turno em que você não trabalha.
      Quanto a demora de conseguir emprego, depende do seu espanhol. Quando você tem um espanhol bom, você consegue muito rapido e dá para se manter sim (economizando, claro). :)))

      Excluir
  5. Oi Martha tudo bem com você? O CBC as perguntas são todas em espanhol ou da pra fazer as provas em português também? Desde já eu agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anonimo, tudo bem?
      As provas são em espanhol, mas como todos os semestres são bem parecidas, dá para treinar, mesmo sem saber bem o idioma.
      Abraços!

      Excluir
  6. Oi Martha , queria saber como você foi pra Argentina, usou da ajuda de alguma agência de intercâmbio? Ou não precisou? Poderia me aconselhar uma agencia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anônimo, tudo bem?
      Eu vim por uma agência, que me abandonou completamente e me cobrou uma fortuna. Devido ao abandono, fiz esse blog, que tem o objetivo de orientar vocês em tudo. O blog avançou tanto que abri a Êxito Assessoria, que é a minha empresa. Mas, se você preferir, pode fazer tudo sozinho, sim.

      Espero ter ajudado,
      Abraços!

      Martha Tavares

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CEI: Certificado de Espanhol Intermediário para a UBA

Agora a UBA ja exige o Certificados de espanhol intermediario. Na verdade, é bem justo.Algumas pessoas estão bem indignadas com essa nova exigência, mas na minha opinião, é bem necessário.  Na minha sala, por exemplo,  tínhamos muitos brasileiros que falavam (tentavam, pelo menos) uma mistura bem pouco "entendivel" de espanhol.  Os ajudantes se esforçavam para entender e alguns compatriotas sentima vergonha alheia.  Vai ser importante ter o certificado porque vamos aprender o idioma antes de começar essa aventura!
O certificado exige que a pessoa tenha espanhol intermediário, não é um bicho de 7 cabeças e não é exigente como o nível avançado. 
Você pode ter 3 certificados: SIELE CEI CELU 
No próximo.post, já explico como obter cada um e o tempo de emissao de todos. Vamos fazer un post para cada teste exigido. Vamos, a cada post, avançando nesse processo e esclarecendo.
Qualquer dúvida, deixa nos comentários! Respondo sempre!
Há braços!!!🤗

Mudanças na UBA: entenda melhor!

Todos estão me escrevendo perguntando quais as novas regras para se inscrever e para fazer as provas na Universidad de Buenos Aires. Por que os prazos para inscrição na UBA se extenderam? Quais os novos requisitos?
Esse post tem essa função: vamos esclarecer algumas dúvidas e manter vocês informados sobre algumas novidades!
A partir das inscrição desse ano (outubro de 2018), todos os estudantes que queiram se inscrever na Universidad de Buenos Aires, que não falem espanhol nativo, terão que apresentar obrigatoriamente o Certificado de Espanhol nível Intermediário B2 (vou falar com mais detalhes sobre esse Certificado no Post seguinte).
Além disso, não se pode mais fazer o UBAXXI (modalidade a distancia) sem que o estudantes esteja matriculado no CBC (modalidade presencial), ou seja, o estudante que deseja ganhar tempo, enquanto seus documentos são legalizados, já não pode mais. Todos os documentos devem estar, devidamente, legalizados e completamente de acordo com a norma vigente no Mini…